O LaborGeo executa estudos de petrografia e petrologia das rochas ígneas, sedimentares e metamórficas, com elaboração de laudos petrográficos com descrição macro e microscópica.

No campo das rochas sedimentares a empresa desenvolve estudos de correlação entre as características dimensionais dos sedimentos arenosos atuais, não coesos ou facilmente desagregáveis e os respectivos agentes e ambientes de sedimentação.

O estudo mineralógico da fração arenosa das rochas sedimentares mostrou ser de grande interesse em vários ramos tecnológicos, principalmente, no campo da indústria vidreira, fundição, cerâmica, abrasivo, petroquímica e etc.

As observações da fração arenosa através da microscopia possibilitam definir a morfometria, morfoscopia e granulometria. No campo das correlações interparamétricas este tipo de abordagem correlaciona entre si, dois parâmetros estatísticos referenciados em um eixo de coordenadas, que resultam em um conjunto de pontos que ao definirem zonas no gráfico, determinam o tipo de ambiente de sedimentação.

A granulometria, através da microscopia, permite definir as dimensões do material detrítico, ou seja, as freqüências correspondem a números de grãos contados e não a percentagem de peso, como acontece nas análises realizadas nos laboratórios de sedimentologia.

Os parâmetros litológicos, estruturais e texturais dos sedimentos são elementos essenciais na definição do tipo de minério e do ambiente geológico. Desta forma, controvérsias em laudos ambientais, podem ser definidas com exatidão, utilizando-se conceitos claramente geológicos.